segunda-feira, 13 de novembro de 2006

O meu segundo livro

Se eu fosse editor, nunca editaria este livro. Um editor quer é vender livros, e quem sou eu? Um Zé Ninguém, cujo nome não atrai potenciais compradores além de um punhado de amigos e conhecidos. Uma edição que tenha o potencial de vendas que este livro tem é uma edição condenada a dar prejuízo.

Mas perguntaram-me algumas vezes por que não reunia em livro as crónicas que publiquei entre 2000 e 2002 no jornal Região Sul. Mas aconteceu algumas vezes que tive de ir perder muito tempo a vasculhar velhos jornais poeirentos à procura de uma ou outra dessas crónicas para mostrar a alguém, ou para verificar se tinha mesmo escrito isto ou aquilo. Mas quis testar-me, verificar se conseguia pôr sozinho um livro cá fora, fazendo eu tudo, da capa à paginação, da revisão às esotéricas esquisitices dos depósitos legais e ISBNs. E etc.

Vai daí, decidi fazer esta edição. O livro chama-se Os Pés e a Cabeça, título que é idêntico à designação genérica das crónicas do Região Sul. Contém uma variedade razoável de assuntos, embora pendendo mais para a política em todas as suas vertentes, do local ao regional, do nacional ao internacional. Contém duas ou três coisas que se assemelham mais a contos do que propriamente a crónicas. Contém humor e também irritações. Contém 164 páginas de prosas várias.

Suponho que quando se fizerem as contas, daqui a uns anos, se chegue à conclusão de que se acabaram por imprimir, ao todo, uns 30 exemplares deste livro. Mas ele aí está, para quem o quiser ler, e pela parte que me toca, agora que já o tenho na mão (demorou 11 dias a ser impresso e a chegar-me pelo correio), posso dizer que satisfaz plenamente o que esperava dele. E, como objeto, é um livro igualzinho aos outros, com uma encadernação impecável e uma impressão bastante boa.

Quanto a vocês, se gostam da maneira como escrevo talvez gostem deste livro. Se vos agradam os posts mais políticos e mais elaborados que têm lido aqui na Lâmpada talvez gostem deste livro. Talvez não seja um bom presente de natal para dar aos amigos e à família, mas se me quiserem dar a mim um presente de natal, podem encontrá-lo à venda aqui. Clicando na imagem, podem ver a capa em tamanho maior, e nas ligações que estão por baixo podem ver a contracapa e podem espreitar as primeiras dez páginas, que incluem a introdução, o índice e as duas primeiras crónicas (ainda num registo um pouco inseguro... afinal, sempre foram as primeiras).

Sem comentários:

Enviar um comentário