quarta-feira, 1 de abril de 2015

Lido: Viagem a uma Rua de Paris e à Origem dos Telefones Portáteis

Viagem a uma Rua de Paris e à Origem dos Telefones Portáteis é uma historinha aparentemente autobiográfica de Enrique Vila-Matas, que relata um encontro, em Paris, com um desconhecido que decide contar a história de como Hedy Lamarr, beldade austro-americana, desmentindo todos os clichés e preconceitos sobre a relação entre a beleza (e as mulheres, há que dizê-lo) e a inteligência, inventou o sistema FHSS de comunicação por rádio que, entre outras coisas, veio a possibilitar as modernas redes de telemóveis.

O conto está bem escrito e há nele um certo encanto gerado sobretudo pelas interligações que o autor apresenta entre lugares e personagens que à primeira vista seriam totalmente díspares, mas confesso não ter gostado muito. Mesmo sendo Lamarr uma personagem fascinante. O certo é que este tipo de texto nunca me despertou grande interesse, e este não é exceção.

Idiossincrasias pessoais, é o que é.

Contos anteriores desta publicação:

Sem comentários:

Enviar um comentário