terça-feira, 10 de outubro de 2006

Desculpa lá qualquer coisinha

Epah, desculpa lá que haja quem ache que um teste, ainda que de uma arma, ainda que provavelmente de uma arma nuclear, ainda que por um regime que é a maior aberração que existe hoje em dia à face da Terra, ainda que gravíssimo pelo que pode significar para o futuro, é menos grave no imediato do que o assassínio de inocentes às centenas ou aos milhares. Até porque perigos futuros são evitáveis, mas assassínios consumados não.

Posts como este fazem-me cá um asco!

(hum... e ali a listinha de blogues está se calhar mesmo a precisar de uma desinfecção)

Sem comentários:

Enviar um comentário