sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Lido: Realidad Esquiva

E a vigésima e última história da tal página, Realidad Esquiva de Carlos Feinstein, é ao mesmo tempo uma das mais curtas e absolutamente brilhante. Trata das consequências que a descoberta da viagem no tempo tem sobre o tecido da realidade, e o conto está executado duma forma que só posso qualificar de soberba. Não tem descrição, só lendo. Muitíssimo bom.

Sem comentários:

Enviar um comentário