quinta-feira, 19 de junho de 2014

Lido: Pedrito de Portugal

Pedrito de Portugal é um texto de Rui Tavares, típico texto de blogue político em que se faz uso do sarcasmo para contestar afirmações de um adversário. No caso, o adversário é Pedro Santana Lopes, que teria dito um monumental disparate sobre a Constituição da República Portuguesa o que, tendo em conta que esta refutação data de 2003, mostra bem desde que longínquas eras pretéritas a tendência para o asneiredo constitucional impera no PSD. Não tem muita graça, ou então sou eu que já deixei há algum tempo de conseguir achar graça a esta corja, mas a leitura deste texto tem a utilidade de mostrar que não, não é de agora. Não é coisa de Coelhos e seus acólitos. A parvoeira vem de longe. Pelo menos desde Santana Lopes, mas certamente desde ainda antes.

A extrema-direita atualmente no poder tem raízes fundas.

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário