quarta-feira, 21 de maio de 2003

Transformar spam em arte (13)

Começo a preocupar-me - isto não tarda dá a volta à semana e não consigo pôr-me em dia com o spam. Ainda hei-de morrer submerso em lixo. Enfim, adiante. Estamos no sábado passado, que me trouxe vários daqueles spams com títulos indecifráveis. Decidi, aleatoriamente, pegar no que dizia "iftern mudd". Claro que isto não significa nada. Logo, a minha "arte" também não:

iftern mudd

Silêncio, que o pato fala
na fala do gato que não cala
o ruído do mato e da bala
economato
manifestá-la

Sem comentários:

Enviar um comentário