sexta-feira, 5 de março de 2004

Spamesia (302)

Na segunda-feira houve 79 spams, vírus e outros equivalentes electrónicos de embrulhos de pastilhas elásticas, folhas mortas e pontas de cigarro apagadas. Escolhi uma dessas coisas, que ostentava um letreiro luminoso a dizer "unknown":

Desconhecido

Há dias passeava distraído
e dei por mim a olhar bem
nos olhos o desconhecido
Eram escuros, como poços
infinitos sem luz e também
sem um lugar onde me possa
sentar a olhar para eles
Nada entendi, e parti sem
remorso, embalado no remanso
confortável de ignorância
Só hoje, ao aprender uma
coisa nova brilhou uma luz
na recordação daquele olhar
e percebi que afinal está
tudo lá, bem arrumado em
caixinhas, à minha espera
simplesmente à minha espera

Sem comentários:

Enviar um comentário