quarta-feira, 6 de outubro de 2004

Censura

Ao contrário do que se passa ao nível daquela nebulosa, promíscua e rarefeita camada estratosférica onde se misturam os ministros e os patrões da imprensa, e apesar de ser azul, aqui a Lâmpada só censura insultos particularmente brutamontanos e spam.

Se eu acreditasse em alminhas do outro mundo, tinha a certeza de que Salazar estava cada vez mais satisfeito com o que se vai passando neste país que se vai esquecendo em passo acelerado do que significa viver em democracia.

Ou alguém põe travão nestes fachos, ou qualquer dia é preciso fazer outra revolução. E, convenhamos, não há pachorra para revoluções.

Sem comentários:

Enviar um comentário