quarta-feira, 13 de outubro de 2004

Relação P/U

No Dilbert de hoje (não sou propriamente fã, mas leio), aparece uma coisa interessante: a relação P/U. Que é isto de P/U, perguntam vocês e o pobre do empregado também? É a razão entre a produtividade e a utilidade.

Se calhar era interessante aplicar o conceito à avaliação dos governos. Este, em particular, parece ter uma razão P/U infinita. Vejamos: tem produzido muitas coisas, logo tem tido uma produtividade alta, mas tudo o que tem produzido ou é errado, ou é escandaloso, ou é incompetência ou é poeira para os olhos, o que redunda numa utilidade de zero. Ou, para ser inteiramente justo: não é bem zero, é só infinitamente pequena.

Ora, já lá diziam os meus professores de matemática, quando se divide um valor não infinitesimal por um infinitésimo, o resultado é infinito.

Sem comentários:

Enviar um comentário