quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Lido: A Mole Lua

A Mole Lua (bib.) é um conto curto de Italo Calvino sobre aquilo de que o título já fala: a Lua mole. Sim, mas não se pense que estamos aqui no reino da lua enquanto bola de queijo. Não. É mais uma história sobre a formação do nosso planeta, contada pelo inefável Qfwfq. Antigamente, diz ele, a Terra era toda lindinha, feita de materiais impermeáveis, limpos e duros, mesmo como deve ser. Mas eis que acontece uma desgraça. A Lua, então um planeta como os outros, girando livre em torno do Sol, aproxima-se demasiado da Terra e não só fica presa à nossa volta como as marés geradas pela inaudita aproximação entre os dois planetas vão fazer com que caia na Terra uma quantidade incrível de material lunar (e vice-versa, bem entendido). Que material lunar? Nhanha, pois então, às toneladas, aos milhares de toneladas. É mais um conto surrealmente divertido, sem dúvida, mas este é bem capaz de ter sido o que menos me agradou entre os que até agora li neste livro.

Sem comentários:

Enviar um comentário