segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Lido: O Diário de São Nicolau

O Diário de São Nicolau, de João Serra, é mais um conto desenvolvido em volta da figura do Pai Natal. Neste caso, porém, vamos encontrá-lo na prisão, acusado de um crime qualquer que não chega a ser explicitado, no primeiro dia de dezembro. Como o título indica, o conto está escrito em forma de diário, na primeira pessoa, e relata o dia-a-dia do São Nicolau na prisão, entre interrogatórios, interrogações sobre o que se estará a passar lá fora e problemas e incomodidades. Às tantas, o nosso barbudo amigo decide-se pela fuga e, bem dito bem feito, pés para que vos quero. É um conto bem escrito, um daqueles contos cujo humor pretende causar sorrisos e não gargalhadas e, pela parte que me toca, vai conseguindo até dado ponto. Mas só até dado ponto. Porque chegado aí a sensação com que fiquei foi que o autor deixou de saber lá muito bem para onde queria dirigir a história, ou então apercebeu-se de que esta já lhe estava a sair longa em demasia, e decidiu despachar a coisa algo a trouxe-mouxe. É pena. O conto não é mau, mas podia ser melhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário