segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Lido: Buffet Freud

Buffet Freud, conto curto de autor anónimo (mas se me pedirem com jeitinho eu revelo que é de Dawn Andrews) é um continho curioso sobre uma mulher (será mulher?) que aceita ser psicanalizada pelo homem a que o título se refere mas em vez de lhe contar a verdade fornece-lhe um sem-fim de mentiras, levando-o ao engano. Um conto sobre a manipulação, contado pela manipuladora. Está muito bem construído e bem escrito, mas é daqueles contos que não causam impressão duradoura em quem os lê (ou pelo menos em mim), facilmente se esquecendo. E embora dependa da surpresa final para boa parte do seu efeito, esta acaba por ser pouco surpreendente, pelo menos quando ele vem inserido numa publicação de índole fantástico, como é o caso. Em suma: achei-o talvez um pouco mais que razoável, talvez um pouco menos que realmente bom. Algures por aí.

Contos anteriores desta publicação:

Sem comentários:

Enviar um comentário