domingo, 6 de julho de 2003

Spamesia (61)

Sexta-feira, e de repente um pico: 30 spams, dos quais só consegui extrair um título reaproveitável (havia mais, mas todos já utilizados): "lonely older woman still likes sex". E escrevi:

Uma mulher mais velha e solitária ainda gosta de sexo

Recebi uma mensagem na caixa de correio de alta tecnologia
a dizer que uma mulher mais velha e solitária ainda gosta de brincar
àquelas brincadeiras a que brinca quem já não tem idade de brincar
Se hoje fossem outros tempos, a mensagem ter-me-ia chegado
num papel amarelecido, escrita a caneta com letras trémulas
e se não fosse um convite aberto à prostituição
uma quarentona de olhos tristes observaria a minha reacção
através dos cortinados fechados da sua casa

Eu é que provavelmente teria a mesma reacção
um encolher de ombros, um sorriso entre o trocista e o amargo
um sacudir a cabeça, como que a dizer “que mais me irá acontecer”
e um fantasma fugaz de curiosidade acerca da identidade
de quem escreveu aquelas palavras, de quem se lembrou de mim
e porquê eu, porquê agora, porque não quando posso ou quero
ou me apetece fazer a vontade à mulher mais velha e solitária

Mas se fosse noutros tempos haveria algum embaraço
afinal de contas um papel manuscrito implica uma mão
e aos comandos de uma mão está sempre um coração
Hoje, tudo pode não passar das brincadeiras de uma máquina
gostam muito de se rir às nossas custas, estas máquinas

Sem comentários:

Enviar um comentário