sexta-feira, 12 de setembro de 2003

Spamesia (127)

Expulso o sr. Domingo, deve ter telefonado a Segunda-Feira recomendando-lhe que me massacrasse bem, o que a querida amiga do princípio da semana não deixou por mãos alheias: chegou, bateu-me à porta, esperou que eu abrisse e atirou-me para cima da cabeça um volumoso maço de 51 spams, após o que fungou, virou costas e se foi embora. Lá tive eu de estar a apanhar aquilo tudo, vendo de passagem alguns títulos interessantes mas já utilizados, e acabando por guardar um "I know all that" antes de atirar com tudo para o incinerador.

Eu sei tudo isso

Eu sei tudo isso que tu me queres explicar
o que não sei é porque insistes em tentar
explicar-me tudo o que me queres explicar

Já sei que tu achas que tem de haver um deus
algures a olhar por tudo e todos, até pelos ateus
e que é origem de tudo, até dos pensamentos
tanto dos teus como dos meus

Eu sei que tu julgas que a vida tem sentido
e que tudo o que fazemos é por algo conduzido
mesmo aquilo que tu dizes que é a todos proibido

Eu sei de tudo isso, o que não sei, não compreendo
é como é que não entendes que nada disso faz sentido
porque em todas as ideias de que me tentas convencer
encontram-se alfa e o seu contrário tentando conviver

Sem comentários:

Enviar um comentário