domingo, 1 de agosto de 2010

Lido: A Hipersensibilidade Auditiva de Chumbly Mucker

A Hipersensibilidade Auditiva de Chumbly Mucker é, segundo o autor, Rhys Hughes, "uma paródia a John Sladek ao estilo de uma paródia de John Sladek". Conta a surreal história de uma criança, com o improvável nome de Chumbly Mucker, que sofre de uma peculiar afeção auditiva que a leva a não conseguir ouvir os sons que lhe são próximos, mas apenas os afastados. E à medida que vai crescendo a doença vai-se desenvolvendo e aprofundando, o que quer dizer que o pobre Chumbly está condenado a ouvir apenas sons cada vez mais distantes... até chegar a altura em que toda a circunferência do planeta é engolida dentro da zona de inaudibilidade, e o nosso jovem protagonista passa a só poder ouvir sons oriundos de fora do planeta. Mas não pode, pois o som não se propaga pelo vácuo... ou será que pode?

É um conto divertido, ainda que o leitor deva ser avisado desde logo a não esperar encontrar nele nada de remotamente similar ao funcionamento do mundo real, apesar das menções a planetas e atmosferas, essas coisas que costumam ser concretas. Nas extravagantes histórias de Rhys Hughes não são. Nas extravagantes histórias de Rhys Hughes aparecem tubos que ligam planetas separados por centenas de anos-luz e que têm a função de... os ventilar. E não, nas extravagantes histórias de Rhys Hughes isto não é um completo disparate.

Sem comentários:

Enviar um comentário