sexta-feira, 29 de julho de 2011

Lido: A Casa de um Homem

A Casa de um Homem (bib.) é um conto de ficção científica de Luís Filipe Silva passado num futuro politicamente distópico mas tecnologicamente avançado, no qual as casas são geridas por inteligências artificiais algo temperamentais e possuem meios próprios de locomoção. O homem do título é alguém cuja casa foi roubada. Mas não um alguém comum, antes um homem com ligações e um passado que lhe permitem artilhar a casa com aparelhómetros e software mais avançados do que os do comum dos mortais, ao mesmo tempo que também lhe fornecem inimigos determinados. Se alguém ao ler isto pensa em pós-ciberpunk, pensa bem. O conto relata o que o homem faz para tentar recuperar a casa, e no final ficamos a saber porquê, embora de uma forma tão subtil que de certeza nem todos os leitores a compreenderão. Chegarão aos motivos sentimentais, decerto, mas nem todos compreenderão a profundeza desses motivos. Um conto muito bom, provavelmente o melhor que o autor publicou na última década.

Sem comentários:

Enviar um comentário