quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Lido: Como um Fim de Tarde Simulado

Como um Fim de Tarde Simulado (bib.) é um conto de FC ciberpunk de Samuel Peregrino que conta, de uma forma tudo menos linear, uma história do futuro próximo. Não sou grande fã de narrativas não-lineares, em especial das que o são muito. É demasiado fácil que essa técnica resulte em detrimento da história, confundindo desnecessariamente o leitor. Mas reconheço que se há estilo a que esse tipo de narrativa se aplica bem, é o ciberpunk, porque a não-linearidade reflete de forma bastante precisa o caráter descontínuo da experiência web. Contudo, para o conseguir é necessário pôr em prática capacidades de que nem todos os escritores dispõem.

No caso deste conto, o resultado não é bom, mas é, pelo menos, intrigante. Para o meu gosto, há personagens a menos (e não me refiro ao número, mas à profundidade) e infodump a mais. O autor, claramente, usa as personagens apenas para falar do desenvolvimento dos acontecimentos. É uma opção legítima, mas não me agrada muito quando é levada a extremos, que é o que julgo que acontece aqui. E também falta uma revisão digna desse nome, pois o conto está salpicado de erros ortográficos que dificilmente se perdoam (erros na crase, o eterno calcanhar de aquiles de tantos brasileiros, e também erros de concordância e noutras construções gramaticais), em especial porque o estilo nem é mau e as partes bem escritas do texto estão mesmo bem escritas, mostrando um autor com potencial, potencial esse que também se revela no facto de conseguir fazer com que as peças aparentemente desconexas da narrativa não-linear acabem por fazer sentido no fim. Em suma: um conto razoável de um autor promissor, caso consiga limar algumas arestas.

1 comentário:

  1. Caramba, Jorge! Hoje apenas que li teu comentário sobre o conto. Muito obrigado pelo tempo gasto na leitura e análise. Realmente, concordo totalmente com que disse. Ainda preciso trabalhar muito nesse conto. Confesso que me perdi no argumento em detrimento à elaborações mais profundas na trama, com por exemplo, o desenvolvimento das personagens. Embora passado bastante tempo, teu comentário é super válido pra mim. Obrigado mesmo! Queria saber se você pode analisar outro conto, só que agora em forma de roteiro, pois estou estudando cinema e pretendo adaptá-lo. Abraço. Meu email: samuelperegrino@hotmail.com

    ResponderEliminar