segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Capítulo nove

E eis, finalmente, ao nono capítulo de Por Vós lhe Mandarei Embaixadores, uma extensão de texto considerável. O nosso novo amigo, Serra de seu nome, chega por fim ao dirigível, onde vai encontrar o extraterrestre e muitas outras pessoas. Entre estas, conta-se, como é óbvio, o presidente, que já conhecíamos, e uma nova personagem com quem Serra vai ter uma conversa muito esclarecedora, ainda que não propriamente amistosa. Não vos digo quem é. Digo-vos apenas que é ministro. Sim, e que tem alcunha. E, bem, também posso diver-vos qual é essa alcunha: Furão Caixa-d'Óculos. Para além disso, não digo. Vão ter de ler.

Por puro acaso este capítulo mais longo aparece logo na semana a seguir ao Fernando Trevisan ter escrito que a leitura em blocos curtos atrapalha a leitura. Não, não juntei vários capítulos num só em resposta; foi mesmo coincidência. Esta história estava totalmente escrita antes de começar a ser publicada e, salvo um ou outro pormenor, não sofreu nem sofrerá alterações. Mas concordo: o livro não foi concebido como folhetim, e não funciona lá muito bem nessa forma: os capítulos são demasiado curtos, mesmo para a web, e não têm o cliffhanger que um folhetim deve ter para chamar o leitor ao capítulo seguinte. E já tinha consciência disso quando decidi publicá-lo assim. Nessa decisão pesaram outras coisas.

Em todo o caso, daqui para diante não haverá só capítulos curtos. Estes continuarão a aparecer de vez em quando, mas irão intercalando com capítulos mais extensos, como aquele que saiu hoje. Espero que assim melhore um pouco.

Sem comentários:

Enviar um comentário