segunda-feira, 23 de maio de 2011

Lido: Cobranças Difíceis

Cobranças Difíceis é um conto curto de António Figueira, contado na primeira pessoa, que relata um episódio típico do Portugal empresarial, repleto de estratagemas e situações (e criaturinhas) dúbias, ignorâncias, pequenas e grandes aldrabices. Se fosse um conto brasileiro, certamente se diria que tratava do "jeitinho brasileiro". Mas não, é português. Não gostei lá muito. Pareceu-me mais um fragmento de algo maior, ou então, pelo contrário, um desabafo inconsequente, do que propriamente um conto. Achei que lhe falta estrutura para conto. O texto dispersa-se por aqui e por ali, contando isto e aquilo, em sucessivos apartes, e o enredo que lhe deveria conferir uma espinha dorsal praticamente não está lá. A consequência é um esquecimento rápido, quase imediato. Dias depois de o ter lido já só tenho dele uma vaga ideia, e de certeza que daqui a um mês descobrirei que nada ficou.

Sem comentários:

Enviar um comentário