domingo, 24 de janeiro de 2010

Lido: Notícias aos Navegantes

Notícias aos Navegantes é um conto do italiano Gianni Celati que abre com a sua própria definição: "Esta história fala de um médico que todos os domingos ia andar de barco à vela com um amigo e a quem aconteceu a aventura de ser possuído por vozes." Não no sentido fantástico da palavra, porém. O conto, embora seja francamente insólito, não chega a ser fantástico. Fala de obsessões, sim, mas não chega sequer a sugerir nada de sobrenatural. O médico ouve uma voz a falar duma doença, uma voz que é transportada sobre a água vinda de terra, como acontece por vezes às vozes, e isso deixa-o subjugado por uma autêntica fome de encontrar a mulher a quem a voz pertence e ajudá-la. De modo que vai à sua procura, mas nunca chega a ter a certeza de a ter encontrado. Encontra, isso sim, uma gigante, supõe que a mulher que procura seja essa gigante, e portanto vai fazer os possíveis para a ajudar mesmo que isso signifique entrar numa espiral de desagregação pessoal, profissional e social.

É um conto que me deixou perplexo. É terrivelmente eficaz na construção duma atmosfera deprimente, mesmo desesperada, duma sensação quase palpável de decadência, e no entanto fá-lo sem que tenha conseguido levar-me a suspender a descrença que, diz-se por aí, é condição sine qua non para se entrar nas histórias e acreditar-se nelas. Este conto transmite na perfeição todas as sensações que pretende transmitir, mas não me consegue nem por um momento levar a acreditar na história que conta. Espantoso.

Só posso concluir que se trata de um grande conto. Ainda que não tenha gostado lá muito dele.

Sem comentários:

Enviar um comentário