sábado, 2 de janeiro de 2010

Lido: O Cuco que Sai do Relógio

Eis a primeira leitura de 2010. O Cuco que Sai do Relógio (bib.) é um conto americana de Ray Bradbury, que relata o que acontece quando, na paisagem suburbana e/ou de cidade pequena que é típica da maioria dos muitos contos do género que ele escreveu, se instala uma mulher diferente. O estranho que se instala numa comunidade e perturba o seu normal funcionamento é um tema recorrente em Bradbury. Por vezes, o estranho é realmente estranho, um fantasma, uma criatura sobrenatural qualquer, mas doutras trata-se simplesmente de um ser humano como qualquer outro, embora incompreendido e, no contexto daquela comunidade específica, algo excêntrico. Neste conto, acontece o segundo caso, e a mulher vai transformar-se em alvo primeiro do falatório do mulherio circundante. Mas acaba a vingar-se com toda a eficácia. Não sendo, nem de perto, nem de longe, um dos grandes contos de Bradbury, é um conto de leitura agradável que não desmerece o autor.

Sem comentários:

Enviar um comentário