terça-feira, 23 de março de 2010

Lido: Os Longos Anos

Os Longos Anos (bib.) é um magnífico conto de FC de Ray Bradbury. Num planeta Marte abandonado por quase todos, um homem, já idoso, mantém uma vida familiar aparentemente normal até que um seu velho amigo astronauta aterra, vindo duma longa exploração pelos planetas exteriores. É este que repara em que algo não está como seria natural: embora o amigo mostre as marcas do tempo, o mesmo não acontece com a mulher e os três filhos, que se apresentam tão novos como ele os recordava. É uma história magnífica sobre a solidão e o abandono, e também sobre os limites do humano, sobre a humanidade que pode ser insuflada nas máquinas (pelo menos na FC). E sobre o poder do génio criativo. Um dos grandes contos do livro em que se inclui e que, depois de um parêntesis humorístico, o devolve à atmosfera melancólica em que se encerra.

Sem comentários:

Enviar um comentário