terça-feira, 6 de abril de 2010

Lido: The Little Cat Laughed to See Such Sport

The Little Cat Laughed to See Such Sport é um conto de Michael Swanwick, a segunda das três histórias que ele escreveu sobre os vigaristas Darger e Surplus. Darger é um homem, Surplus, um cão, geneticamente, embora tivesse sido refeito com forma e intelecto antropomórficos. O tempo em que a história se passa é um futuro medianamente distante, pós-apocalíptico. O local, Paris. E Darger e Surplus estão a tentar vender uma propriedade que sabem não existir, os restos desmontados da Torrei Eifel, a um homem tremendamente rico, mas praticamente morto, ansioso por deixar uma última marca na história.

Mas o que mais salta à vista é o estilo adotado por Swanwick. Um estilo vitoriano, tanto no modo de agir e nas ideias e valores das personagens, como na própria escrita, algo que mais depressa se esperaria encontrar num qualquer conto steampunk do que numa história pós-apocalíptica passada no futuro. Percebo a ideia, e até a acho bem executada, mas o resultado não me agradou. É um tipo de humor que me deixa indiferente, e parece-me que se Swanwick queria escrever uma história vitoriana escusava de arranjar os seus "cavalheiros" num futuro regressado a um passado praticamente idêntico ao passado verdadeiro na linguagem, nas ideias, nos valores, mas não na tecnologia. Assim, a descrença não se deixou suspender. Tudo aquilo soou a falso. E como consequência, a história não resultou. Comigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário