terça-feira, 6 de abril de 2010

Lido: Pesadelo a 20.000 Metros de Altitude

Pesadelo a 20.000 Metros de Altitude (bib.) é um conto de Richard Matheson que explora o pânico de voar através do protagonista, um passageiro fóbico que começa a ver um demónio a passear-se por uma asa e a destrui-la em pleno voo. Um demónio que mais ninguém vê. Tudo muito semelhante a um certo conto de um certo autor português entretanto desaparecido, que gerou uma grande celeuma no fandom há coisa duma década. É uma daquelas histórias que vão em crescendo: a princípio tudo parece razoavelmente normal, mas à medida que se avança as coisas vão-se tornando cada vez mais enlouquecidas até que se chega ao clímax final. É um dos contos clássicos de Matheson e deste tipo de horror, que fazia as delícias de quem via a série The Twilight Zone, para a qual foi adaptado. Desde então, esta fórmula foi tantas vezes repetida que o conto, hoje, se torna absolutamente previsível e perde quase por completo o seu impacto. Desconfio que já só assustará alguém que for tão fóbico como o protagonista. É o mal da cópia desenfreada de uma fórmula de sucesso: acaba por ter um impacto negativo também sobre o original. E é também o mal do pulp, ainda que tardio: quando aquilo que leva à popularidade das histórias se esgota, raramente resta alguma coisa que evite que sejam empurradas para a mediocridade.

Sem comentários:

Enviar um comentário