quarta-feira, 26 de maio de 2010

Lido: Guia Tertius do Taikodom Para o Turista Independente

E já que estamos a falar de violação das regras de como bem escrever ficção científica, fiquem com mais esta. Guia Tertius do Taikodom Para o Turista Independente (bib.) é uma novela de Gerson Lodi-Ribeiro que simula não ser nada disso, mas sim um guia turístico elaborado por uma tal Ursula Tertius e gravado enquanto esta serve de guia personalizada numa longa viagem por uma quantidade considerável dos mundos, pontos de salto e habitats que constituem o espaço humano no Taikodom. A gravação inclui apenas aquilo que Ursula vai dizendo enquanto vai descrevendo os vários locais por onde passa com o seu turista, e as respostas que dá às perguntas que lhe são feitas. Estas estão ausentes; adivinham-se apenas.

Puro infodump, portanto. Ou por outra, seria puro infodump se o autor não fosse contando duas histórias em paralelo, entretecidas nas descrições dos vários locais. Uma é a história da viagem turística propriamente dita, com as suas peripécias e acontecimentos inesperados (incluindo o fim). A outra, é a história da expansão humana pelo espaço periférico ao Sistema Solar. A primeira fornece um fio condutor para a novela. A segunda mostra-nos a grande riqueza e pormenor do ambiente criado para o jogo (e há que nunca esquecer que tudo isto serve de material de apoio para um jogo de computador), e é fascinante por mérito próprio. Em várias ocasiões, dá vontade de visitar aqueles locais, e isso é um bom indicador da qualidade de execução da novela/guia turístico. É precisamente para isso que serve um guia turístico: para despertar no cliente potencial a vontade de visitar os locais que promove e tornar-se assim cliente efetivo.

Gostei mesmo muito desta novela. E isso é tanto mais significativo por ter iniciado a sua leitura, depois de dar uma olhadela à estrutura do texto, mais ou menos convencido de que ela iria provavelmente ser penosa, convencido de que o texto seria puro infodump. Puro e longo. Não foi, longe disso. O texto prendeu-me e fascinou-me. E saiu do teste com um muito bom.

Sem comentários:

Enviar um comentário