terça-feira, 18 de maio de 2010

Lido: Treze à Mesa

Treze à Mesa é um conto clássico de fantasmas do Lorde Dunsany, que acaba também por lhe servir de pretexto para falar um pouco sobre a forma como as coisas novas substituem as antigas. Um caçador, oriundo duma zona rural dos arredores de Londres, que vai sendo devorada pela cidade, parte em perseguição duma raposa e percorre montes e vales até chegar a um velho casarão decadente, cujo dono, membro da velha aristocracia rural inglesa, é presa de um grupo de fantasmagóricas meninas que se vingam do mal que ele lhes teria feito em jovem. E o caçador resolve-lhe o problema de uma forma inesperada. É, como disse, um conto clássico de fantasmas, bem concebido e bem executado, ao qual falta, no entanto, a frescura e a ironia de contos anteriores do mesmo livro.

Sem comentários:

Enviar um comentário