segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Onde andam os brasileiros?

O Ficção Científica Literária é um projeto que me tem dado algum trabalho, embora não tanto como eventualmente se possa pensar, mas que também me tem permitido fazer alguma análise do que se vai dizendo e sobre quê no campo da FC na literatura e, o que é para mim o mais interessante, me tem causado algumas surpresas. Um exemplo de análise, necessariamente básica visto que o apanhado não é nem pode ser exaustivo, está aqui. Este post agora é sobre a surpresa.

A ideia do FC Literária sempre foi reunir num só lugar links para o máximo possível de publicações online sobre as várias facetas da ficção científica com uma relação próxima com os livros em todos os países de língua portuguesa. Naturalmente, uma vez que não só os brasileiros são em maior número, como a publicação e presumivelmente a leitura de FC estavam em alta no Brasil, ao contrário do que se passa em Portugal, no início os posts brasileiros ou ligados ao Brasil que eram compilados no FC Literária foram bastante mais que os portugueses ou ligados a Portugal. Devo dizer que foi com alguma surpresa que encontrei uma proporção inicial de apenas 2:1. Julgava vir a encontrar uma desproporção ainda maior, por tudo aquilo que ficou dito acima.

Entretanto, foi-se passando o tempo, e esta proporção não se manteve. E não, ao contrário do que eu pensava não se alargou. No momento em que escrevo isto, na verdade, aproxima-se do 1:1, o que significa que nos últimos tempos têm sido mais as coisas escritas por portugueses ou relativas a portugueses sobre alguma vertente da ficção científica na literatura do que o seu equivalente brasileiro. Neste momento, há no FC Literária 825 posts com a etiqueta "Brasil" para 761 com a etiqueta "Portugal", uma diferença de apenas 64. Muito pouco significativa.

Mais curiosas ainda se tornam as coisas quando esta proporção é comparada com a brutal desproporção entre o material brasileiro e o português que me chega através do motor de sugestões do scoop.it. Aí, é quase tudo brasileiro... só que quase nada tem a ver com literatura. Parece que, ao contrário do que acontece em Portugal, no Brasil se fala muito sobre a ficção científica no cinema, em séries de TV, em BD, mas não nos livros.

Porquê? Ou, por outra, onde andam os brasileiros?

É possível que parte da explicação resida no Skoob. Trata-se de uma rede social sobre livros muito popular no Brasil, e talvez seja lá que decorre a maior parte da conversa. No entanto, os portugueses também usam uma rede social sobre livros, o Goodreads, e também lá se passa uma parte significativa da conversa. Além do Facebook e de outras redes sociais.(*) Parece-me, portanto, fraca explicação, até porque não explica a diminuição relativa de material brasileiro ao longo dos meses.

Assim, fico-me com a surpresa e sem respostas. Que se passa com os brasileiros? Onde andam eles? Onde escrevem, se é que escrevem, sobre o que vão lendo?

(*) Em parte porque o motor de sugestões do scoop.it normalmente não recolhe material no interior das redes sociais, que tendem a ser ecossistemas fechados em si mesmos, ou pelo menos muito mais destinados à recolha de material oriundo do exterior do que à divulgação de material para o exterior, e também em parte por decisão minha dada a típica fugacidade do que é colocado em redes sociais, e à fraca fiabilidade dos links para material específico que nelas possa existir, o FC Literária não tem ligações para nenhuma rede social. Só para blogues, portais, sites de notícias, etc. Um blogue é o sítio mais adequado para conteúdo. Uma rede social serve para outra coisa: a divulgação.

Sem comentários:

Enviar um comentário