quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Lido: O Menino Invisível

O Menino Invisível (bibliografia) é um conto sobre a solidão. A história, à primeira vista, é de fantasia: um miúdo, porque os pais vão de viagem, vai passar uns dias com uma velha tia excêntrica mas esta, porque nesses dias ganhou gosto a ter o miúdo por perto, decide fazer com que ele fique consigo, desejavelmente para sempre, pelo menos durante mais algum tempo. E para isso convence-o de que é bruxa, capaz de fazer feitiços. E o rapaz pede-lhe para ser invisível, desejo que ela prontamente concede.

Ou pelo menos ele julga que sim.

O conto é divertido, coisa que não é muito comum em Ray Bradbury, pois boa parte dele é composto pelos problemas que a pobre velha tem com as travessuras do miúdo "invisível", às quais não pode responder como desejaria para não destruir a ilusão de que não o consegue ver. Mas no fim o conto muda de caráter, porque ela acaba derrotada e sozinha, talvez até meio enlouquecida, acompanhada apenas por um rapaz não só invisível mas só existente na sua imaginação.

É um conto de ambiente fantástico que no entanto não tem realmente fantástico na história que conta, ainda que também possa haver argumentos para manter uma certa dúvida no ar, à maneira todoroviana. Um conto sensível e humano. Não dos melhores contos de Bradbury, mas um conto bom.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário