sexta-feira, 16 de julho de 2010

Lido: Almeida Garrett e Frei Joaquim de Santa Rosa

Almeida Garrett e Frei Joaquim de Santa Rosa é uma corajosa crónica de José Saramago sobre a liberdade e a censura. Relembro que a crónica foi escrita em 1968, em plena ditadura. Nela, Saramago parte de duas citações, dos dois homens cujos nomes coloca no título, põe-nas em confronto uma com a outra, e delas tira as suas conclusões. A citação de Garrett data de 1830 e é sobre a liberdade e a preparação, ou não, que o povo português terá para dela usufruir. Já o bom Frei (os frades são todos bons, por definição, não é verdade?) Joaquim de Santa Rosa é um censor que em 1769 assina um decreto proibindo o livro A Princesa de Clèves, de madame de Lafayette, por não estar conforme aos ditames da santa madre igreja. Saramago, claro, é contra. Vem de longe, a velha guerra. Vem de longe.

Sem comentários:

Enviar um comentário