quarta-feira, 21 de julho de 2010

Lido: Manuscrito Encontrado Numa Garrafa

Manuscrito Encontrado Numa Garrafa é um pequeno conto surrealista de José Saramago em que ele ou o seu protagonista encontra uma garrafa a boiar no lago do Rossio e, num impulso, a apanha. Lá dentro, está um papel com uma mensagem, sem assinatura nem remetente: "socorro". Mas, por trás da primeira cortina, este conto-crónica serve para Saramago dar expressão à sua sensação de opressão, pois cria um ambiente paranoico, cheio de homens a ler jornais que, quando o protagonista se põe em movimento, atravessam ruas ainda lendo os jornais, ou outros que olham fixamente para montras e o perseguem trazendo consigo essas mesmas montras e sem delas tirarem os olhos. É um conto-crónica que, através dos artifícios do fantástico, diz ao leitor: "A PIDE interessou-se por mim". Um apelo, talvez. Quiçá um pedido de ajuda. Ou então uma denúncia encapotada.

Sem comentários:

Enviar um comentário