sexta-feira, 23 de julho de 2010

Lido: Precisión

Precisión, outro conto muito curto que pode ser lido na mesma página dos anteriores (é o quinto) e que foi escrito pelo argentino Carlos Daniel Joaquín Vázquez, em contraste com o anterior não me agradou. Conta uma historieta de paradoxo que me pareceu mal resolvida, prendendo-se em demasia nos detalhes cosmológicos daquilo que é necessário para viajar no tempo (e no espaço) com a precisão necessária. Por mais interessantes que esses detalhes sejam em si mesmos (e sê-lo-ão para alguns leitores, não serão nada para outros, naturalmente), ocupar mais de metade do conto com uma explicação, que ainda por cima é inevitável que não passe da superfície dada a escassez do espaço, não me parece nada boa ideia.

Sem comentários:

Enviar um comentário