sábado, 18 de maio de 2013

Lido: Contos Policiais

Contos Policiais é, como o título torna óbvio, um livro de contos policiais. Ou, mais propriamente, uma pequena antologia de contos policiais. Os contos são apenas dois. Um deles é uma das primeiras histórias policiais a apresentar várias das características que mais tarde se iriam tornar autênticos clichés, e o seu protagonista é uma clara influência sobre o mais célebre de todos os detetives da literatura: Sherlock Holmes. O outro é representante de uma faceta algo diferente do género policial: a das histórias que funcionam como enigmas propostos ao leitor, desafiando-o a desvendar o sucedido antes das personagens da história.

Não sou grande fã de policiais, nem conhecedor, mas, tendo lido algumas dezenas de livros do género, julgo que este se presta melhor a romances do que a contos, em especial quando tão curtos como estes. Do que conheço, aliás, o meu subgénero preferido é o do policial negro, do qual que ambas estas histórias estão bastante longe. Em todo o caso, julgo que este livrinho até funciona razoavelmente bem como forma de apresentar o género a quem o desconhece, faltando apenas alguma espécie de enquadramento dos dois contos, quer no género, quer no contexto histórico, bastante diferente, em que foram produzidos. Existem notas biográficas e bibliográficas, mas julgo-as insuficientes.

Em suma: não me parece que se trate de um bom livro, mas também não acho que seja mau.

Eis o que achei dos dois contos:
Este livro foi comprado.

Sem comentários:

Enviar um comentário