quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Lido: Disse a Profetisa

Disse a Profetisa (bibliografia) é um conto curto de ficção científica, de Carlos Orsi, sobre uma sociedade teocrática pós-apocalíptica na qual o pensamento científico se esforça por ressurgir. O fulcro da narrativa são dois irmãos. Um deles, o narrador que conta a história na primeira pessoa, é sacerdote de um culto que tem como centro uma "profetisa", que aparentemente se manifesta de formas que são interpretadas pelo clero. Só que essa profetisa, como se vai descobrindo aos poucos, nada tem de divino; é apenas uma mulher de antes do apocapipse, ainda viva (pelo menos parcialmente), preservada dentro de um mecanismo que as pessoas do presente ficcional não compreendem. E é precisamente para o compreender que se esforça o outro irmão. Não pela via religiosa, no entanto, mas pela científica.

Trata-se de um conto com ideologia clara, daqueles capazes de aborrecer alguns leitores... e encher as medidas a outros. Está bem escrito e bem concebido, integrando-se na tradição mais económica da ficção científica, a que põe em primeiro lugar a eficiência na explanação da ideia, secundarizando o resto. O conto tem precisamente o tamanho necessário para explanar a ideia sem ter de recorrer a grandes infodumps e nem uma linha a mais. Pessoalmente, preferiria mais linhas, mas isso não chega para não achar o conto bom.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário