segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Lido: O Caso Plattner

O Caso Plattner (bibliografia) é um conto de H. G. Wells, de uma espécie de ficção científica bastante ectoplásmica, que tem umas ressonâncias muito interessantes com histórias bem mais recentes e baseadas muito mais solidamente naquilo que se sabe sobre as realidades físicas do mundo, o que não deixa de ser notável tendo em conta que esta história de Wells data ainda do século XIX.

Plattner é um professor cuja absoluta incompetência nunca o impediu de ensinar aos seus alunos o pouco que julgava saber, mas que, por outro lado, não deixava de ser zeloso o suficiente para procurar remediar um pouco a sua falta de conhecimentos nos domínios em que a ignorância era maior. Nomeadamente em química. E é aí que a porca torce o rabo porque, ao realizar uma experiência com um misterioso pó, dá-se uma explosão e o bom do Plattner simplesmente desaparece.

Passados dias reaparece, em circunstâncias comprometedoras, com uma história para contar. Esta, que volta a cair no velho estratagema vitoriano da história fantástica que alguém conta e o narrador repete sem com ela se comprometer, é, no essencial, uma história de universos paralelos, ainda que tenha sido concebida com base nas histórias de fantasmas. Wells faz neste conto uma espécie de naturalização do fenómeno fantasmático, arrancando-o (embora não por completo e de uma forma francamente ambígua) aos domínios do sobrenatural através do mundo paralelo que cria e sobretudo do pó que lhe serve para transportar o protagonista de um mundo para o outro. O que, por outro lado, também faz lembrar as experiências obtidas através do uso de certas drogas.

O conto é muito curioso, fortemente irónico, e bem mais complexo do que pode parecer à primeira vista. É conto com muito que dissecar.

Conto anterior deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário