segunda-feira, 31 de maio de 2004

Sci-fi teen pop?

Mais um comentário do Boemius que deu resposta que saltou para o corpo principal do blog. Pergunta-me ele se A Triste Sina de uma Rapariga Triste é "sci-fi teen pop".

Bem, acho que não. Embora me desse um certo gozo arrancar com um movimento, duvido que os apreciadores de literatura pop, ou teen, ou teen pop, gostem deste conto. É que ele é fundamentalmente sarcasmo.

Isto foi uma tentativa de construir uma personagem que seria a projecção, para um futuro relativamente próximo no qual técnicas de substituição de ADN funcionam assim como tratamentos hormonais radicais e muito rápidos e são aplicadas à cosmética, de uma daquelas meninas que gastam os dedos a mandar SMS's para o Sol Música ou a MTV e do seu pequeno e fútil mundo.

Como não vejo nenhum sinal de que o número de tais meninas diminua no futuro, bem pelo contrário, também é um exercício de realismo.

Quanto à forma, tentei adaptá-la ao tema, como faço sempre. E se realmente saiu um estilo pop consegui exactamente o que pretendia. Afinal, nada mais pop que as meninas que gastam os dedos a mandar SMS's para o Sol Música ou a MTV...

Sem comentários:

Enviar um comentário