quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Lido: Outsiders

Regressando às pequenas histórias de Bruce Holland Rogers, Outsiders também está inédita em português e, lendo-a, percebe-se razoavelmente porquê: é uma daquelas histórias quintessencialmente americanas, com marcas de oralismo complicadas de traduzir. Passa-se nas montanhas, provavelmente nas Rochosas ou em alguma cordilheira próxima, e a protagonista é uma mulher que vive na região mas não é de lá, tendo-se mudado alguns anos antes. A consequência é estar numa espécie de limbo de aceitação, pois para os verdadeiros locais permanece marcada como forasteira. Até um belo dia em que um grupo de estudantes aparece na terra para estudar umas luzes fantasmagóricas que, diz-se, aparecem naquela zona e ela, ao agir de forma a defender os assuntos e segredos da terra contra o mundo exterior, conquista finalmente a aceitação plena dos demais.

Um conto bastante bom, construído com a delicadeza e subtileza que quem já o leu acaba por esperar de Bruce Holland Rogers. Um conto de um fantástico todoroviano, no sentido em que a existência ou não de fantasmagorias na história está sujeita a interpretação.

Outra história divulgada na newsletter de Bruce Holland Rogers:

Sem comentários:

Enviar um comentário