quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Lido: O Meu Dia de Trabalho

O Meu Dia de Trabalho é uma muito irónica crónica de José Gomes Ferreira, escrita em pleno PREC, sobre uma coisa muito característica desses arroubos revolucionários: o dia de trabalho voluntário. Sim, sim, caros desconhecedores de tal modalidade laboral, nos tempos já longínquos de 1974 as pessoas contribuíam com trabalho voluntário para pôr o país (e a Revolução, claro; não esquecer a Revolução) a andar para a frente. Avante, camaradas, pá! E é esse dia que o então já velhinho Zé Gomes descreve. O dele, não o dos outros. Durante o qual, não sei se estão a ver, não fez a ponta de um chavelhinho, ainda que dos mais pequeninos. Auto-ironia, ironia dirigida aos entusiasmos revolucionários, ironia apontada ao politicamente correto do tempo, ironia, ironia, ironia. Já vos disse que este texto é levemente irónico? Pois.

Sem comentários:

Enviar um comentário