terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Lido: Para Sempre Porque Sim

Voltamos uma derradeira vez a Alexandra Pereira e às suas histórias para falar de um continho de duas páginas sobre alguém que não lhe apetecia fazer nada, uma "mulher-renúncia", como a autora lhe chama. Até ao dia em que encontra um "homem-renúncia", sua imagem ao espelho, ao qual vai acabar por dizer Para Sempre Porque Sim. O ambiente é vagamente de realismo mágico, ou de alegoria com as suas personagens e ambientes simplificados ao extremo, a história é em parte um conto moral sobre as virtudes de dizer não, em parte uma simples história de amor que como que afirma haver sempre alguém para qualquer pessoa, por mais ouriçada que esta pareça ser à primeira vista. Sentimentos bonitos, história bem contada, tema que pessoalmente achei pouco interessante. É um bom conto do qual não gostei muito.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário