quarta-feira, 5 de maio de 2021

Mário de Carvalho: O Lugar do Gelo

Esta gente passa a vida a confundir género humano com Manuel Germano, essa é que é essa.

Não, não vou explicar. Vão ter de ler estas histórias de Mário de Carvalho para perceberem a frase que abre este texto. O que vou fazer é dizer-lhes que este O Lugar do Gelo é mais um conto fantástico e humorístico, como são todos os ambientados no Beco das Sardinheiras. Desta vez tudo começa quando uma família compra uma máquina de costura a fim de arredondar o orçamento fazendo ou reparando roupa para fora. Ou por outra, começa quando o homem do casal solta um berro, a meio da noite, e desata a protestar, entre pulinhos e imprecações, que se queimou na máquina de costura.

Comoção, gritaria, curiosidade geral do bairro em peso, e vem-se a descobrir que a queimadura não foi de calor mas de frio, de gelo mesmo, o qual emana da tal máquina de costura. Tudo muito castiço e bastante divertido, incluindo o remate do conto, apesar de algo previsível. Venha o próximo.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário