quinta-feira, 15 de maio de 2014

Lido: A Inacreditável mas Verdadeira Estória de D. Nicolau Água-Rosada

A Inacreditável mas Verdadeira Estória de D. Nicolau Água-Rosada é um conto mágico-realista de José Eduardo Agualusa ambientado na antiga colónia de Angola, ainda no século XIX. O protagonista, D. Nicolau Água-Rosada e Sardónia, é um príncipe africano, do Congo, que depois de ser educado em Portugal renega a sua condição de príncipe e prefere viver uma vida pacata com um emprego normal, em Luanda... isto até que é puxado, algo a contragosto, para dentro de uma conspiração para libertar o seu povo. Aí, vai acabar por se ver confrontado quer com as contradições próprias de uma colónia, quer com as escolhas do seu passado.

A história é curta mas interessante e tem um tom muito realista até ao final, onde o realismo mágico toma o controlo de uma forma que me fez lembrar o início e mais alguns trechos do Barroco Tropical e que não vou revelar porque o final é muito importante para o pleno desfrutar da história. Parece andar ali imagem recorrente, talvez mesmo obsessão do autor.

Uma coisa que achei curiosa foi ver os portugueses praticamente ausentes da história, mesmo tratando-se esta, basicamente, de uma conspiração para livrar o Congo (não Angola; especificamente o Congo) do jogo colonial português. É como se Agualusa nos dissesse que Portugal e os portugueses, no fundo, não tinham grande influência nas condições que fizeram com que o colonialismo perdurasse. É uma ideia que me parece algo estranha, mas espicaçante.

Conto anterior deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário