quarta-feira, 25 de maio de 2016

Lido: Encrencado

Encrencado é mais um continho de Luiz Bras, embora talvez fosse mais adequado chamar-lhe poema. Não creio que seja dos textos mais eficazes desta coletânea, mesmo tendo em conta que cumpre o objetivo a que se propõe: é um texto confuso sobre uma situação confusa. Esta tem a ver com anomalias temporais, e se vos disser além disso para imaginarem a confusão que seria se o tempo de repente deixasse de seguir a sua previsível linearidade talvez compreendam o que Bras pretende com este texto. Não me parece é que a ideia esteja inteiramente bem conseguida, o que neste livro é uma raridade.

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário