sexta-feira, 22 de maio de 2015

Lido: 1º Concurso Cultural Cranik

1º Concurso Cultural Cranik é uma antologia virtual de literatura fantástica (incluindo fantasia, ficção científica e horror) organizada por Ademir Pascale, reunindo os contos premiados no dito concurso que, apesar de ser declaradamente o primeiro de um projeto que, segundo o organizador, pretendia ter continuidade, terá, tanto quanto sei, ficado por aqui.

E compreende-se bem porquê.

De facto, não só estes 11 contos, escolhidos, segundo nos é dito no prefácio, de entre mais de oitenta, nunca chegam a atingir uma qualidade suficiente para que se lhes possa chamar bons, apesar de um se aproximar bastante e mais dois ou três serem um pouco mais que interessantes, como a própria ordenação é, a meu ver, peculiar. Sim, é certo que a qualidade média decresce do princípio até ao fim (os onze contos estão ordenados do 1º ao 11º, e o livro respeita essa ordenação), mas há coisas estranhas, como o melhor conto não ter sido mais que 7º e o que ganhou nem me parecer merecer uma posição na metade superior da tabela.

Questões de gosto pessoal, certamente? Talvez. Mas o facto é que eu acabei a leitura sem conseguir compreender os critérios utilizados para ordenar os contos. Além disso, numa avaliação de obras literárias há questões razoavelmente objetivas, como a qualidade do tratamento dado à língua, que convém que se veja ter feito parte do processo de avaliação — e no entanto, são vários os contos aqui presentes que mostram falhas a esse nível, algumas das quais gritantes.

Sem nenhum conto bom e com mais do que um francamente mau, o resultado só poderia ser uma antologia globalmente muito fraca. É perfeitamente possível que essa fraca qualidade seja um reflexo dos textos propostos a concurso, mas só se poderia ter uma noção mais concreta sobre se assim é ou não se se conseguisse compreender os critérios de avaliação. Como eles não são fáceis de compreender, nem essa atenuante pode ser utilizada.

Quem queira saber o que achei de cada um dos contos, tem quatro opiniões separadas sobre isso aqui, aqui, aqui e aqui. Quem preferir avaliar por si próprio, encontra o livro, por exemplo, aqui, em PDF.

Sem comentários:

Enviar um comentário