domingo, 4 de março de 2018

Lido: Procura-se Homem para Satisfazer Dona de Casa

O longo título de Procura-se Homem para Satisfazer Dona de Casa deixa de imediato claro que o que Ana Ferreira pretende com este conto é sobretudo fazer sorrir. E ao ler-se o conto, essa ideia vê-se justificada, pois o que a autora faz é pegar no 50 Shades of Grey e numa das donas de casa que são o público de eleição dessa opus (ha!) e satisfazer a fantasia de leitora sexualmente carente, cuja maior ambição seria, aparentemente, que a história se tornasse real consigo como protagonista. Pelo menos até certo ponto.

E é o que acontece, numa série de metamorfoses que primeiro a espantam e logo a levam ao êxtase.

A historinha, não sendo particularmente original, é razoavelmente divertida, sim. E até está razoavelmente bem estruturada. O problema está no português, demasiado fraco mesmo para uma publicação amadora. Frases como "Olha lá mete os óculos, o que vez aqui?", com falhas de pontuação e a troca de "vês" por "vez" (e não falo da estranheza do "meter", porque isto é uma fala e em discurso direto aceitam-se todas as incorreções lexicais), não são admissíveis, pura e simplesmente. É certo que parte da responsabilidade cabe à inexistência de uma revisão eficaz, mas a responsabilidade maior por coisas destas é sempre do autor porque o erro inicial é seu.

Ou seja, este é mais um continho medíocre, que podia ser bastante melhor se tivesse havido mais competência no manejo da língua.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário