domingo, 14 de março de 2021

Leiturtugas #93

Cá estamos com mais uma nota de divulgação das Leiturtugas, e mais uma vez tudo começa...

... pelo Marco Lopes. Ele continua a falar sobre a série de Allariya, do Filipe Faria, e esta semana chegou a vez do sétimo e último volume, Oblívio. Publicado originalmente em 2011, como sempre pela Presença, este é mais um livro de fantasia épica, sem nada de FC, que põe o Marco em 0c7s.

Entre os oficiosos, tivemos esta semana um livro repetente, trazido pelas mãos de uma leitora repetente, a Inês Montenegro. Falou ela sobre Alice do Lado Errado do Espelho, a coletânea de fantasia de Pedro Rodrigues publicada no ano passado pela Cultura.

E também tivemos uma brevíssima opinião da Carla sobre A Fada Oriana, conto de fantasia infantojuvenil de Sophia de Mello Breyner Andresen, que ela parece ter lido numa edição da Porto Editora de há quase precisamente um ano.

Por fim, a Maria Manuel Magalhães encerrou a semana com a sua opinião sobre Correria dos Pássaros Presos, romance de FC de Ana Gil Campos publicada em edição da autora no ano passado.

E agora vamos lá então fechar 2020.

Mesmo a acabar dezembro, o Pedro Miguel Silva escrevia sobre, entre outras coisas, Tropel de Manuel Jorge Marmelo. E também sobre Felicidade de João Tordo.

Também a acabar dezembro, a Daniela falava sobre Sombras, de Patrícia Morais.

Por fim, também em dezembro mas a meio do mês a anónima autora de Um Tom Diferente divulgava o que pensa sobre outro livro de Andreia Ramos, intitulado A Força da Escuridão.

E pronto, está feito. A partir de agora, é tudo deste ano. A ver vamos o que aparece por aí. E quando.

Sem comentários:

Publicar um comentário