quarta-feira, 17 de março de 2021

Mia Couto: Animais, Animenos

Há muito pouco a dizer sobre mais esta crónica de Mia Couto. Quem tenha vindo a acompanhar esta leitura e tenha lido o que disse sobre o texto anterior, facilmente olha para um título como Animais, Animenos e pensa com os seus botões: "'pera lá, pá, o tipo não se terá enganado? O que ele disse sobre a outra não seria para dizer sobre esta?" A resposta é não, o que o tipo disse sobre a outra é mesmo sobre a outra. Mas sim, sobre esta podia dizer-se quase exatamente as mesmas coisas, pois esta crónica parece uma espécie de segunda parte da visita ao zoo-ilógico. É a mesma coisa, com outra bicharada. E continua a ser muito engraçada.

Textos anteriores deste livro:

1 comentário: