domingo, 22 de novembro de 2020

Irmãos Grimm: A Raposa e o Gato

Esta é mais uma da série de fábulas que os Irmãos Grimm recolheram, centradas na personagem astuciosa da raposa, todas muito curtas e com todo o aspeto de não terem o dedo dos Grimm, além de alguns ajustes estilísticos. Mas esta A Raposa e o Gato não é uma fábula como as outras: aqui, ao contrário do que é hábito, a raposa não se sai bem.

Depois de vários contos em que a raposa engana e leva a melhor a vários animais, sobretudo lobos, aqui, com o gato, mostra-se arrogante e essa arrogância vai ser o seu fim. Não que o gato faça muito por isso; limita-se a saltar para os ramos de uma árvore quando aparece um grupo de pessoas. Mas a raposa, que não trepa, não tem a possibilidade dessa fuga e é apanhada. A moral é clara: cuidado com as arrogâncias, as vaidades e as gabarolices, que não dão bom resultado. E até pode ser verdade, mas outra verdade é que o continho é muito simples, sem grande interesse.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Publicar um comentário